Tamanho da Fonte A+ A-
Faculdade de Música do Espírito Santo "Maurício de Oliveira"
Portal do Governo do Estado do Espírito Santo

Geral

  • Dia Nacional do Choro em homenagem ao centenário de Jacob do Bandolim

    Publicado em: 20/04/2018 18:08
    Dia Nacional do Choro em homenagem ao centenário de Jacob do Bandolim

    O Dia Nacional do Choro é comemorado no próximo dia23, que neste ano cai na próxima segunda-feira. A Fames tem o gênero musical muito bem representado pelo grupo Choro Acadêmico, que é coordenado pelo professor Nelson Gonçalves Pereira Filho. Violão de 7 cordas, cavaquinho, trompa, flauta, pandeiro e clarinete compõem o Choro Acadêmico, que foi criado em 2016. Para celebrar a data em grande estilo, o grupo fará uma apresentação no hall de entrada da Fames na próxima segunda-feira, a partir das 15h30. Estão todos convidados

    A Fames ainda conta com a “Roda de Choro”, que acontece todas as terças-feiras, das 17h às 19h, no pátio da instituição, e é aberta ao público.

    Neste ano, as homenagens do Dia Nacional do Choro serãovoltadas ao centenário de Jacob do Bandolim, ícone desse instrumento musical. Autor de clássicos do choro, como ‘Vibrações”, “Doce de Coco”, “Noites Cariocas”, “Assanhado” e “Receita de Samba”, alcançou popularidade ao montar o conjunto “Época de Ouro”, no início de 60.

    Ao se decidir pelo bandolim como instrumento, Jacob participou de um concurso da Rádio Guanabara, sem grandes pretensões, e venceu a disputa com  outros 28 concorrentes. Com essa vitória, foi chamado para revezar, com o já consagrado conjunto de Benedito Lacerda, o “Gente do Morro”, no acompanhamento dos grandes artistas da época, entre eles, Noel Rosa, Augusto Calheiros, Ataulfo Alves, Carlos Galhardo e Lamartine Babo. Montou, então, o grupo “Jacob e sua gente”, formado por Osmar Menezes; Valério Farias; Roxinho, nos violões; Carlos Gil, no cavaquinho; Manoel Gil, no pandeiro; e Natalino Gil, no ritmo.

    Após uma trajetória de sucesso, Jacob morreu aos 51 anos, em 1969, após sofrer um infarto. Ele voltava  da casa de Pixinguinha, onde havia começado a planejar um novo disco.

    Apesar de o choro ser um ritmo brasileiro, o Dia Nacional do Choro é comemorado até mesmo em países, como a França e o Japão.

    Assessoria de Comunicação
    Tatiana Paysan

    comunicação@fames.es.gov.br

    Compartilhar