Festival de Inverno 2019 - Oficina de Bateria - Igor Willcox

Igor Willcox descende de várias gerações de músicos, teve como maior influência seu pai, Paulo César Willcox (maestro e arranjador, pianista e vibrafonista), e sua mãe, Sonia Willcox (cantora). Começou a tocar bateria em 1995 aos 14 anos, tendo como seus professores os bateristas Alexandre Faccas e o suíço Jojo Mayer.

Igor tocou e gravou com importantes artistas da cena nacional e internacional como; Jimmie Bo Horn, Guilherme Arantes, Família Lima e Sandy & Junior, Anitta, Daniela Mercury, Patrícia Marx, Rappin Hood, Fernanda Porto, Frejat, Banda Sta Maria, Cecilia Stalin, Izzy Gordon, Gary Brown, Kenny Brown, Placa Luminosa, entre outros artistas.

Na música instrumental, já tocou e gravou com grandes nomes do Jazz e da Musica Brasileira, tais como: Bocato, Tony Lakatos, Frank Colon (Weather Report), Carlos Tomati, Michel Leme, Marcinho Eiras, Michael Pipoquinha, Lea Freire, Arismar e Thiago do Espírito Santo, Fernando Rosa, Sandro Haick, David Richards, Zerró Santos, Walmir Gil, Erik Escobar, Decebal Badila, Lanny Gordin, Rubem Farias, Zé Canuto, Bruno Alves, Glecio Nascimento, Vini Morales, Wagner Barbosa, etc.

Seu album com o trio “New Samba Jazz”, lançado em 2006 pelo selo suiço Altrisuoni Records, teve excelentes criticas na Europa, Ásia, EUA e Brasil, ficando como Best Seller da label durante 4 anos.

Importantes Festivais / Prêmios :

Batuka III (festival de bateria organizado pelo Instituto de Bateria Vera Figueiredo), ganhou na categoria musicalidade, em 1998.

Abertura do Batuka IV, ao lado de nomes como Dave Weckl e Virgil Donati.

Foi indicado pela revista Batera & Percussão como baterista revelação no ano 2000.

Se apresentou na 1ª edição do Batukinha, onde também tocaram Cuca Teixeira, Vera Figueiredo, Sam Aliano, Marco Minniman, Jim Chapin e Dom Famularo.

Se apresentou no 2° Modern Drummer Festival (Brasil).

Realizou workshops na Alemanha tendo como alguns mais importantes a Hochschule für Musik und Darstellende Kunst Frankfurt (Universidade de Musica de Frankfurt), Hochschule für Musik und Darstellende Kunst Hamburg ( Universidade de música de Hamburgo), entre outros.

Tocou no IV Modern Drummer IP&T Festival.

Foi colunista da revista Batera & Percussão durante 1 ano.

Se apresentou no Primeiro Zildjian Camp Brasil (2015).

Em 2017 lançou o seu primeiro álbum e play-along como artista solo, intitulado #1.

O cd conta com as participações de Bocato, Carlos Tomati, Vini Morales, Clayton Sousa, Glecio Nascimento, Rubem Farias, Bruno Alves, Erik Escobar, Jj Frannco, Fernando Rosa e Marcus Cesar.

O álbum recebeu excelentes resenhas dos mais importantes e populares sites de jazz do Brasil e do mundo como , o All About Jazz, World Music Report, Clube de Jazz, e do conceituado jornalista e critico musical, Carlos Calado (Folha de SP).

Além disso, o artista foi indicado na lista dos melhores instrumentistas de 2017, segundo site “Melhores da Musica Brasileira”, ao lado de grandes nomes como, Hermeto Pascoal, João Dontato, etc.

Os fãs de fusion e jazz-funk em particular irão apreciar o estilo de condução firme, implacável de Willcox e com algumas contribuições de bom gosto de seus colegas, é uma passeio auspicioso deste baterista e compositor versátil.”

Há evidências mais do que suficientes aqui para sugerir que Willcox pode reivindicar um lugar na mesa entre os bateristas atuais, continuando a inspirar eficazmente os abundantes recursos do jazz fusion.“ – (Troy Dostert – All About Jazz).

Atualmente Igor Willcox se dedica ao seu projeto de música instrumental, Igor Willcox Quartet.

O grupo vem alcançando grande notoriedade no cenário da música instrumental, se apresentando nos mais importantes festivais e clubs de Jazz do Brasil, como: Bourbon Street, Sescs, Santos Jazz Festival, SP Jazz Festival, Play Jazz Festival, Jazz no Hostel, etc.

Com elementos do jazz, funky e fusion, o show mostra o lado compositor do artista Igor Willcox, explorando toda sua musicalidade, espontaneidade como baterista e interação com os músicos.

O quarteto acabou de lançar o seu primeiro álbum ao vivo, o qual conta com músicas autorais de Igor e que fazem parte do seu disco #1.

O álbum, intitulado “LIVE”, celebra as diversas apresentações e grandes conquistas do grupo, que aconteceram ao longo destes 2 anos de existência.

Para fazer o download do álbum, acesse: https://www.igorwillcox.com/album-ao-vivo

O primeiro álbum ao vivo do quarteto do baterista brasileiro Igor Willcox, capta o espírito de uma banda fortemente soldada tocando em alta voltagem da forma mais apaixonada e interativa.

Dez faixas de interações inesperadas e criativas resultaram da força combinada de quatro músicos virtuosos, cada um deles contribuindo com suas habilidades inventivas para uma perfeita fusão de musicalidade e ritmos.

Os fãs do jazz fusion desfrutarão de um álbum de alta qualidade entregue por uma banda fenomenal, alimentada pela energia natural de mentes semelhantes tocando como uma voz singular”.(Jazz World Quest  Canadá).

Em abril 2019 o grupo fará sua tour internacional no Canadá, com datas já confirmadas no lendário Yardbird Suite (Edmonton) e também nos renomados The Jazz Room (Waterloo), Frankie’s Jazz (Vancouver), Bucking Jam Palace (Calgary) e The Rex Club (Toronto).

Em maio de 2018, o grupo embarca para a Europa, para tocar em um dos maiores festivais de Jazz do leste Europeu, North City Jazz Festival, em Kosovo.

O músico também acompanha artistas nacionais e internacionais atuando como “sideman”, faz workshops, ministra aulas de bateria e produção musical, além de produzir e se apresentar por todo o Brasil com o seu projeto de música eletrônica WallBreakers.

Igor Willcox é endorsee das marcas Nagano Drums, Zildjian Cymbals, Korg, peles Luen, Pads Gorilla, Fsa Cajons e Power Click.