Festival de Inverno 2019 - Oficina de Prática de Orquestra - Marcos Rangel

Marcos Rangel é mestre em música pela Escola de Música da Universidade Federal do Rio de Janeiro, sob a orientação do maestro André Cardoso, defendendo trabalho sobre a Sinfonia em Sol menor de Alberto Nepomuceno. Atualmente trabalha como maestro coordenador no programa NEOJIBA e como maestro da Orquestra Castro Alves, além de atuar como um dos regentes preparadores da Orquestra Juvenil da Bahia.

Já atuou como regente da Orquestra de Cordas de Trancoso – BA, assim como regente adjunto das Orquestras Mariuccia Iacovino e Orquestra Municipal de Campos – RJ, ambas vinculadas a Orquestrando a Vida, o primeiro núcleo do El Sistema no Brasil.

Já atuou como professor de Regência Orquestral, Harmonia e Análise no Centro Cultura Musical de Campos – RJ, onde coordenou o curso técnico da instituição e na Orquestrando a Vida onde atuou como maestro e coordenador executivo.

Nos anos de 2006 e 2007 participou de cursos em Caracas – VENEZUELA, através do Sistema de Orquestas Juveniles y Infantiles de la Venezuela (FESNOJIV) recebendo classes com o maestro Angelino Monroy.

Participou como aluno ativo do Festival de Musica de Inverno de Campos no Rio de Janeiro (FEMUSICA) estudando sob a direção do maestro Ricardo Rocha dirigindo a Orquestra Acadêmica do Festival em 2005 e 2006.

Em 2007 participou do Masterclass com o diretor de orquestra Kurt Masur promovido pela Orquestra Sinfônica Brasileira do Rio de Janeiro.

Em 2009 participou do Masterclass com o maestro Osvaldo Ferreira promovido pela Orquestra Sinfônica Brasileira do Rio de Janeiro.

Nos anos de 2009, 2010 e 2011 participou como aluno ativo da classe de Regência Orquestral da Oficina de Música de Curitiba com o maestro português Osvaldo Ferreira.

Em 2010 participou de curso de regência no Bard College Conservatory of music, em Annandale-on-Hudson – NY – EUA, onde obteve classes com maestros de renome internacional como: Harold Farberman, Lawrence Golan, Eduardo Navega, Leon Bostein, Raymond Harvey, Apo Hsu. Tendo residido um mês na universidade e tendo classes perante a orquestra todos os dias durante este período com vasto repertório.

Em 2011 foi aluno participante da classe do maestro Isaac Karabtchevsky, no MIMO (Mostra Internacional de Música de Olinda – PE). Atuando a frente da Orquestra Sinfônica de Barra Mansa.

Em 2012 e 2013 atuou em concertos à frente da Orquestra da Escola de Música da UFRJ.

Em 2014 esteve na Venezuela atuando como regente convidado da Orquestra de Acarigua-Araure.

Em 2015 foi aluno participante da 1ª Oficina de Regência Orquestral da Orquestra de Santo André – SP, estando à frente da Orquestra Sinfônica de Santo André no concerto de encerramento.

Em 2017 participou de concerto junto à Orquestra Sinfônica da Bahia, além de ser o maestro da Orquestra NEOJIBA no Prêmio Braskem de Teatro e atuar como maestro da Orquestra Infantil da Bahia na comemoração dos 10 anos do programa NEOJIBA.

Em 2018 esteve na Haute École de Musique de Genève na classe do professor Laurent Gay aprimorando seus estudos. Participou de masterclass com a maestrina Ligia Amadio como aluno ativo à frente da Orquestra Juvenil da Bahia.